Assuntos de Goiás TV

sábado, 11 de agosto de 2012

Paulinho salva Timão @Reinaldo_Cruz @19200_Gilson @qbtv2 http://youtu.be/kirApVgrRmA http://t.co/6Xu4pGOx


Está confirmada a visita do ex-presidente Lula a Goiânia, para dar apoio à reeleição de Paulo Garcia (PT). Além de Goiânia, outras dez capitais, incluindo São Paulo, estão na agenda de Lula, antes do primeiro turno das eleições de outubro. A agenda começou a ser definida na manhã desta quinta, em reunião entre o ex-presidente, seus assessores e o secretário nacional de organização do PT, Paulo Frateschi, no Instituto Lula, em São Paulo. A data ainda não foi divulgada.
O Bahia tenta resolver os problemas que teve nestas 15 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Com apenas 12 gols marcados, o time tem o pior ataque da competição, assim como a Portuguesa. Para crescer no torneio e livrar-se do risco de cair à Série B, o Tricolor de Aço anunciou na manhã desta quinta-feira o atacante Cláudio Pitbull.
Já em Salvador (BA), o jogador realiza exames médicos antes de oficializar o acerto. A expectativa do clube baiano é apresentar o mais novo reforço ainda nesta quinta-feira, pouco antes do treinamento do elenco no Fazendão. Após o empate com a Portuguesa por 0 a 0 nessa quarta-feira no Pituaçu, o técnico Caio Júnior já falava que o clube deveria ter uma novidade em breve para o contestado setor.
“Ninguém vai jogar a toalha, mas eu ainda estou buscando uma formação. Sei que está faltando algo no ataque, isso é óbvio. Estou no futebol há 30 anos e vou buscar isso. Não adianta atacar como índio e perder o jogo. Já são três jogos que não tomamos gols. Agora com o equilíbrio defensivo, vamos tentar encontrar a solução para o ataque”, avisou.
Aos 30 anos, Pitbull estava no Manisaspor, da Turquia. Antes, porém, o atleta revelado pelo Grêmio atuou por: Juventude e Porto. Sem espaço no clube, foi emprestado para o Al Ittihad, Santos, Fluminense e Académica. Ainda jogou por Rapid Bucarest e Marítimo antes de atuar no seu último clube.


Na sua melhor atuação no Campeonato Brasileiro, o Flamengo venceu o Figueirense por 2 a 0, nessa quarta-feira (08). Mostrando um futebol organizado, o rubro-negro conseguiu se impor jogando fora de casa e subiu para a 10ª posição na tabela de classificação, com 19 pontos. O Figueirense, por sua vez, continua sem vencer – lá se vão 7 jogos sem o sabor da vitória – e está na lanterna do campeonato, com 8 pontos.
Primeiro tempo movimentado termina com um a menos de cada lado
Pela primeira vez no ano, o período de treinamento de que o Flamengo dispôs pareceu surtir efeito. Mais organizado, o rubro-negro dominava a posse de bola desde o início da partida. Porém, as chances demoraram a aparecer. Apenas com 26 minutos o Fla conseguiu chegar pela primeira vez. Leo Moura recebeu em velocidade pela direita, entrou na área com liberdade mas, na hora de rolar para Vágner Love, tocou muito fraco. Aos 30, foi a vez de Negueba fazer uma bonita jogada pela direita e cruzar de canhota. A zaga cortou para o meio da área e Luiz Antônio emendou de pé direito, para fora.
No minuto seguinte, o Figueira respondeu com Caio, que chutou forte de fora da área e forçou Felipe a espalmar para o lado. Mas quem tinha mais volume de jogo era o rubro-negro, que chegou de novo aos 32, de novo com Negueba. Ele recebeu um passe de Thomás pela esquerda e driblou dois adversários dentro da área, antes de chutar para a defesa de Wilson. Dois minutos depois, Anderson Conceição fez falta em Love na entrada da área, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.
Na cobrança, Luiz Antônio bateu rasteiro, a bola desviou na barreira e beijou a trave. A jogada seguiu e terminou com nova chance para o Fla: Love recebeu dentro da área e tocou de pé direito, mas Wilson se fez presente mais uma vez. Um primeiro tempo elétrico como esse só poderia acabar com mais lances agudos. Aos 42, Ronny tabelou com Loco Abreu e bateu de canhota já dentro da área, mas a bola passou tirando tinta da trave. Já nos descontos, foi a vez de o Flamengo perder um jogador: Leo Moura deu um carrinho por trás em Ronny e recebeu o cartão vermelho direto.

Na parte final, Vágner Love acaba com o jejum de gols em grande estilo
A etapa final começou menos movimentada do que os 45 minutos iniciais, apesar de haver mais espaço em campo. Aos 15 minutos, Dorival Júnior resolveu tirar Thomás para colocar Adryan. Num dos primeiros lances do jovem, Adryan cobrou um escanteio da esquerda no primeiro poste. Vágner Love se antecipou e conseguiu tocar para o fundo das redes, acabando com o jejum de gols que vinha o perseguindo há oito jogos. A partir daí, o ritmo do Flamengo diminuiu, mas ainda houve tempo para Ibson, aos 31, pegar uma sobra e bater forte de fora da área e para Luiz Antônio soltar outra bomba depois de um lindo passe de Vágner Love, aos 33.
Então, o Figueirense passou a ameaçar o Fla com mais consistência. Aos 35, Loco Abreu acertou a trave direita depois de um cruzamento da esquerda. Quatro minutos depois, Leo fez uma jogada pela direita, cortou para o meio e chutou de canhota, à meia altura. Felipe teve que usar o reflexo para espalmar para o lado. Porém, Vágner Love confirmou que a sua má fase foi embora e fechou o placar, aos 42. Gonzáles lançou o Artilheiro do Amor, que ganhou do zagueiro e escolheu o canto para selar a vitória rubro-negra.
Figueirense: Wilson; Léo (Fernandes), Fred, Anderson Conceição e Marquinhos (Guilherme Lazaroni); João Paulo, Jackson, Claudinei e Ronny (Julio Cesar); Caio e Loco Abreu. Téc.: Hélio dos Anjos.
Flamengo: Felipe, Leo Moura, Thiago Medeiros (Muralha), Gonzáles e Ramon; Cáceres, Luiz Antônio e Renato Abreu; Negueba (Ibson), Thomás (Adryan) e Vágner Love. Téc.: Dorival Júnior.


Em um jogo extremamente movimentado na noite desta quarta na Vila Belmiro, o Santos superou o Cruzeiro por 4 a 2. O Peixe inaugurou os trabalhos com Felipe Anderson aos 21 minutos, mas viu Borges empatar logo em seguida. Victor Andrade colocou os donos da casa novamente em vantagem antes do intervalo, e Ceará deixou tudo igual aos 5 do segundo tempo. No fim das contas, os gols de Durval e Bill já no segundo tempo selaram o resultado favorável para a equipe do litoral paulista, que respira aliviado com o distanciamento da zona de rebaixamento.
O Santos agora é o 14º colocado, com 16 pontos conquistados. A equipe volta a campo às 18h30 do próximo sábado, contra o Atlético-GO, na Vila Belmiro.
O Cruzeiro, por outro lado, segue distante do sonho do G-4 do Brasileirão 2012. Os comandados de Celso Roth têm agora 23 pontos, e seguem em 8º. O próximo compromisso será diante do Bahia, também às 18h30 do próximo dia 11, em Pituaçu.


Nem os mais de 24 mil torcedores presentes no Pacaembu foram capazes de empurrar o Corinthians em direção a uma vitória sobre o Atlético-GO, na noite desta quarta-feira. No fim das contas, quem quase obteve os três pontos foi o Dragão, que abriu o placar aos 10 do segundo tempo, com Ricardo Bueno, e esteve em vantagem até a marca de 32, quando Paulinho apareceu para salvar a noite do Timão e selar o resultado final em 1 a 1.

O Corinthians caiu para a 11ª colocação, agora com 18 pontos conquistados. O próximo compromisso da equipe será diante do Coritiba, às 16h do próximo domingo, no Couto Pereira.
O Dragão, por outro lado, segue em 19º, com apenas 10 pontos, e já se prepara para voltar a campo às 18h30 do próximo sábado, para enfrentar o Santos, no Pacaembu. Todos os horários mencionados são de Brasília.

Atlético-MG e Coritiba se enfrentam na noite desta quinta-feira em situações absolutamente diferentes. A equipe mandante faz uma campanha excepcional no Brasileirão 2012, e está atualmente na segunda colocação, com duas partidas a menos que o líder Vasco da Gama. Uma vitória hoje à noite no Independência recolocaria o Galo na ponta do campeonato.

Já o Coxa tem aspirações bem menos grandiosas. Irregular, a equipe paranaense ainda não conseguiu engatar uma grande série de vitórias no campeonato, e mira agora a conquista dos três pontos para se afastar da zona de rebaixamento. Hoje, são apenas dois pontos separando os paranaenses do perigo da degola.

Capitão é dúvida no Atlético

No lado atleticano, o técnico Cuca terá de fazer algumas modificações em relação à equipe que empatou em 0 a 0 com o Fluminense, há pouco menos de duas semanas. Danilinho, lesionado, e Pierre, suspenso, deixarão o time para as entradas de Guilherme e Serginho, respectivamente. Neto Berola também segue em recuperação de um problema na bacia e também é ausência.

A grande incógnita fica por conta do zagueiro e capitão Réver. Ele sentiu dores na costela após sofrer uma pancada no treinamento da última terça-feira, e poderá ser substituído por Rafael Marques. O anúncio oficial sobre as condições do camisa 5, no entanto, só será feito minutos antes de a bola rolar.

Coxa tem problemas e mistério

No Coritiba, o técnico Marcelo Oliveira optou pelo mistério. O comandante não poderá contar com nada menos que doze jogadores. Os zagueiros Emerson, Demerson e Cleiton, os laterais Jackson e Eltinho, os volantes Willian e Sérgio Manoel, o meia Rafinha e os atacantes Anderson Aquino, Keirrison e Marcelo estão todos lesionados. Finalmente, o lateral direito Ayrton e volante Chico terão de cumprir suspensão.
Assim sendo, a escalação coxa-branca é recheada de pontos de interrogação. A tendência é que a equipe vá a campo com um trio de volantes formado por Júnior Urso, França e Gil, com William Leandro na lateral direita. A confirmação, no entanto, também só virá pouco antes do início do jogo.
A partida entre Atlético-MG e Coritiba acontece às 21h(horário de Brasília) desta quinta-feira (9), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), e é válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012. O Galo é o 2º colocado, com 32 pontos conquistados e dois jogos a menos que o líder Vasco da Gama. O Coxa é o 15º, com 15 pontos.

Confira as prováveis escalações

ATLÉTICO-MG (4-2-3-1): Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva (capitão), Rafael Marques (Réver) e Júnior César; Serginho e Leandro Donizete; Guilherme, Ronaldinho Gaúcho e Bernard; Jô. Técnico: Cuca.
CORITIBA (4-3-2-1): Vanderlei; William Leandro (Gil), Pereira (capitão), Bonfim e Lucas Mendes; França, Júnior Urso e Gil (Emerson Santos); Robinho e Everton Costa; Leonardo. Técnico: Marcelo Oliveira.

Seguidores

Na web